A nossa missão diária

Qualidade

A Fonte Viva compromete-se com o cumprimento dos requisitos legais, contratuais e normativos associados aos produtos e serviços fornecidos. A Fonte Viva desenvolve e mantém um sistema de gestão de Qualidade e da Segurança alimentar, de forma a:

Garantir a satisfação total dos seus clientes

Assegurar, de modo consistente, o fornecimento de produtos seguros e serviços eficientes e de qualidade

Melhorar continuamente o desempenho da organização

Melhorar a Rentabilidade da empresa e garantir a sua continuidade sustentada

 

Como garantimos a qualidade dos nossos serviços:

Rastreamos toda a nossa atividade. Qualquer serviço, manutenção, entrega entre outros movimentos são registados, assim podemos mais facilmente analisar e melhorar todo o nosso serviço.

 

Somos avaliados por fornecedores e clientes

Regularmente propomos aos nossos clientes que nos avaliem. Ao promovermos a nossa avaliação podemos, em conjunto com os nossos clientes encontrar eixos de melhoria ou a identificar as ações mais corretas.

 

Somos certificados

Mais do que ter um selo, queremos garantir que servimos com a melhor qualidade os nossos clientes. Lidamos todos os dias com algo tão sensível como a água e fruta, o que acrescenta uma enorme responsabilidade.

Quais os certificados

Certificado ISO 22000, Sistema de Gestão da Segurança Alimentar baseia-se nos princípios do HACCP do Codex Alimentarius, internacionalmente reconhecidos. O enfoque deste referencial é a segurança alimentar em todas as etapas da cadeia de fornecimento.
O mais ambicioso e alto padrão de qualidade na distribuição alimentar. Ao recebermos este certificado queremos não só incutir nas nossas equipa o nosso padrão de qualidade

Certificado HACCP 2019/20HACCP é uma sigla internacionalmente reconhecida para Hazard Analysis and Critical Control Point ou Análise de Perigos e Controlo de Pontos Críticos. O sistema de Análise de Perigos e Controlo de Pontos Críticos (HACCP) tem na sua base uma metodologia preventiva, com o objectivo de poder evitar potenciais riscos que podem causar danos aos consumidores, através da eliminação ou redução de perigos, de forma a garantir que não estejam colocados, à disposição do consumidor, alimentos não seguros. Quais os princípios:

Identificar os perigos e medidas preventivas
Identificar quaisquer perigos que devam ser evitados, eliminados ou reduzidos para níveis aceitáveis

 

Identificar os pontos críticos de controlo
Identificar os pontos críticos de controlo (PCC) na fase ou fases em que o controlo é essencial para evitar ou eliminar um risco ou para reduzir para níveis aceitáveis

 

Estabelecer limites críticos para cada medida associada a cada PCC
Estabeler limites críticos em pontos críticos de controlo, que separem a aceitabilidade da não aceitabilidade com vista à prevenção, eliminação ou redução dos riscos identificados

 

Monitorizar/controlar cada PCC
Estabelecer e aplicar processos eficazes de vigilância em pontos críticos de controlo

 

Estabelecer medidas correctivas para cada caso de limite em desvio
Estabelecer medidas correctivas quando a vigilância indicar que um ponto crítico não se encontra sob controlo

 

Estabelecer procedimentos de verificação
Estabelecer processos, a efectuar regularmente, para verificar que as medidas referidas nos princípios de 1 a 5 funcionam eficazmente

 

Criar sistema de registo para todos os controlos efectuados
Elaboração de documentos e registos adequados à natureza e dimensão das empresas, a fim de demonstrar a aplicação eficaz das medidas referidas nos princípios 1 a 6. 

 

× Produto adicionado ao carrinho com sucesso!
× Morada adicionada com sucesso
× Serviço adicionado ao carrinho com sucesso!